Patronos

Escrevo regularmente textos enviados por email toda semana (assine aqui) e de forma gratuita. Jamais cobrarei por estas crônicas ou contos porque meu principal objetivo é ser lido e ter uma base de pessoas interessadas em serem meus leitores. Mas para garantir que vou fazer isto com regularidade e abrir mão de outros trabalhos preciso que quem puder, me patrocine.

Por que me patrocinar?

O desejo de ajudar uma produção literária. Não é algo fora do comum. No passado, grandes artistas foram patrocinados por reis, imperadores e membros da nobreza. Um só nome muitas vezes garantia dezenas de artistas. No meu caso, cobro pequenos valores. Se muita gente der um pouquinho, vai garantir algo que faça diferença na minha renda mensal.

Ganho pouco. Não posso ajudar!

Claro que pode. Preparei valores diferenciados que começam com apenas R$2. É menos que uma passagem de ônibus. Você só precisa ter conta no Pag Seguro, que é muito fácil de fazer se você já não tiver uma.

Escolha e me patrocine:

R$ 2, 00

R$ 10, 00

Repare que cobro R$1 como “taxa de adesão”. O motivo é para compensar os encargos que o PagSeguro cobra. Mas isso é apenas no primeiro mês.

É pouco! Faz mesmo diferença?

Sim. Se apenas minha base de leitores cadastrados contribuir no valor mínimo de R$2, isso já equivaleria ao que gasto com:

  • O aluguel do meu apartamento.
  • Minha conta de celular e da internet em casa.

Ou seja, faria muita diferença se você fizesse a opção por me dar todo mês menos que uma passagem de ônibus para que continuasse escrevendo. Muito mesmo.

E estes sites de crowdfunding?

Já criei uma no Padrim. Mas há muito menos pessoas cadastradas neste site do que no PagSeguro e é difícil pedir para a pessoa além de contribuir, ainda criar um perfil. Se você já tiver conta lá, pode me patrocinar por lá também. Clique aqui.

Ok. Mas no que você vai gastar?

Escrevendo. Pode ser com livros que me façam escrever melhor, cursos de escrita criativa ou simplesmente usando horas-trabalho para escrever. O meu compromisso é que esse dinheiro não me deixará mais rico ou será usado para comprar roupas simplesmente. Vou usar para escrever mais.

Tem algum jeito que não seja recorrente?

Sim. Você pode comprar coisas que publiquei na Amazon:

Meu e-book “O Corredor”.

E meu  conto “Invasão”.

Estas são as duas coisas que publiquei por lá. Existe um autor homônimo que a Amazon inclui nas buscas pelo meu nome, mas com estes links você vai direto nos meus textos. São fáceis de ler e quem consumiu, curtiu. 😉

Não rola. Mas não pare de escrever…

Não vou parar de escrever e de enviar mesmo que ninguém se interesse em me patrocinar. Provavelmente, diminuiria a minha produção em algum momento, mas não interromperia. Vale lembrar que tão importante quanto ter leitores me remunerando é ter mais leitores.

E você pode me ajudar sem nenhum custo desta forma. Basta divulgar para seus amigos:

O link para entrar na minha lista de email: https://www.bit.ly/cronicasnoseuemail

O link para a minha página no facebook: https://www.facebook.com/cronicasdetcordeiro

O link para me seguir no Twitter.

E, é claro, o link para este site: http://tcordeiro.com/. Você não vai gastar nada divulgando estas coisas e vai me ajudar muito.