Sempre achei que o Z tinha mais jeitão de letra de super-herói do que aquele clichê chamado “S”. Zeta, Capitão Z, Z-Man… É tudo codinome de super-homens que nunca foram criados direito e que formariam a fantástica Liga Z de heróis, que nunca ouvimos falar.

Afinal de contas, só aparecem lá no final da história. Ou do alfabeto.

E quem é que quer saber de super-herói ou de Z hoje em dia, gente? É quase letra morta ou coisa de dinossauro. 99% dos leitores deste texto não gostavam da dita cuja nem quando tinham idade para cantar o abecedário da Xuxa (vamos aprendeeeer…).

escrito por tcordeiro
Meu nome é Tiago Cordeiro e trabalho com conteúdo (textos, roteiro, ficção e não ficção), redes sociais e marketing digital.

    1 comentário