2017 foi péssimo, mas já passou. Aliás o ano pode ter sido o que for, mas não tem a chance de ser melhor. Nós temos.

Eu não vou te desejar um feliz ano novo. Vou desejar que em 2018 você não perca seu tempo.

Que neste ano que começa você passe reto pelas pessoas que despreza, não leia as opiniões que lhe fazem mal e seja surdo para os comentários que nada te acrescentam. Tomara que você consiga não se encontrar com aquela turma que te faz mal. E que evite entrar em debates que não vão convencer nem a você mesmo.

Mais do que tudo isto, quero que em 2018 você faça mais coisas para você. Que perca muito, saia derrotado várias vezes, mas pelas escolhas que fez. E não pelas dos outros. Porque não há derrota maior do que só vencer pelo caminho que outros escolhem por nós.

(Espero que você vença também porque ninguém aguenta porrada o tempo todo)

Se 2018 for bom ou ruim, espero só que você seja ainda mais você este ano.

Nós temos mania de julgar os últimos 365 dias. Mas só é viável essa reflexão muito tempo depois. 2014 me parecia um ano terrível até passar por 2015 que não esteve nem perto de ser 2016, que foi bem menos pior que 2017. Então só vamos saber como 2018 será bem depois de 2019.

Mas a gente já sabe que nada mais podemos fazer sobre o que passou.

Mas podemos fazer algo sobre o que vem por aí.

Faça de 2018 um ano que seja a sua cara. São meus votos para você.

escrito por tcordeiro
Meu nome é Tiago Cordeiro e trabalho com conteúdo (textos, roteiro, ficção e não ficção), redes sociais e marketing digital.

Os comentários estão fechados.