Image

Tenho um sério problema com a letra “h”. Não é bem um problema, mas está mais para um trauma. Você entende isso quando seu nome nasceu sem a dita cuja, mas está fadado a uma hora ou outra vê-la aparecer sem ser convidada. Se nomes tem poder, que dirá de letras. Especialmente as que você nunca teve, mas estão sempre ali.

De uma hora pra outra viro outra pessoa: Thiago, não Tiago. Será que odeio fígado e gosto de salmão com esse nome? O que muda? O Thiago nunca vai à reuniões que estou, mas frequentemente incluem seu nome na ata e esquecem o meu. É perseguição.

Contos e histórias antigas garantem que você não pode dizer seu verdadeiro nome para qualquer um. Porque nomes têm poder. Thiago me faz um favor ao omitir meu nome e garantir meu sossego. Mas a real é que na hora da conversa olho no olho não tem H. É só o Tiago ali. Sem h, sem disfarces e só com cinco letras pra se virar.

escrito por tcordeiro
Meu nome é Tiago Cordeiro e trabalho com conteúdo (textos, roteiro, ficção e não ficção), redes sociais e marketing digital.

    2 Comentários